| Início/Home | Revista/ Magazine | Catálogos/ Catalogs | Livros/Books |

Nº 112
2002/12


 Acrobat (pdf)
111 Kb


     

Anterior/Back Índice/Index Seguinte/Next

 DECANOS ? TALVEZ NÃO ...

René Rodrigues da Silva

 Fig. 1,2,3,4 e 5

Há anos que nos dedicamos a organizar uma colecção que designámos "Os Decanos da Filatelia Mundial". Nesta colecção encontra-se de tudo o que está relacionado com o nosso "hobby" preferido, verificando-se, como seria de esperar, um forte contributo por parte dos selos e, de entre estes, avultam os dedicados às diversas temáticas.

Em virtude de estarmos natural e particularmente atentos ao assunto, foi, com alguma surpresa, que lemos um artigo publicado, em data recente, na conceituada revista filatélica "Timbres Magazine" (Novembro de 2002, pág. 123), sobre colecções temáticas. Este artigo é voltado, sobretudo, para a forma como devem ser organizadas as colecções temáticas mas a propósito, elegem-se os primeiros selos emitidos acerca dos temas mais populares entre os coleccionadores, a saber: abelhas, automóveis, cogumelos, gatos, caminhos de ferro, cães, Concorde, Cruz Vermelha, Europa, futebol, Jogos Olímpicos, judo, Natal, aves, ráguebi e escutismo.

E a respeito de cinco selos e das correspondentes datas de emissão, que pedimos a atenção do leitor, pois não se nos afiguram pacíficas. Vejamos:

 

1. ABELHAS

Em relação a este tema, a informação transmitida é que o selo decano seria um selo suíço emitido em 1950. A atribuição desta distinção apenas a consideraríamos se a inseríssemos numa colecção pouco abrangente e organizada unicamente com selos em que este insecto apareça em primeiro plano. Contudo, na Filatelia, não podemos negligenciar nenhum pormenor pelo que uma temática convenientemente estruturada exige bastante mais. Assim, por exemplo, abelhas em segundo plano e colmeias não devem ser omitidas. Nestas circunstâncias, nós elegeríamos o selo de 1850 (cem anos antes) da Nova Gales do Sul, ilustrado com o símbolo do Comércio, isto é, uma colmeia. Acontece que o "problema" poderá não ficar ainda resolvido em virtude de existir um selo local norte-americano de 1846, da "Dupuy & Schenck", de Nova Iorque, que é ilustrado com uma colmeia e minúsculas abelhas voando à sua volta. Quanto a nós, este selo é o verdadeiro decano desta divulgada temática.

 

2. COGUMELOS

No artigo em análise é-nos transmitida a informação de que o primeiro selo ilustrado com cogumelos surgiu na Roménia, em 1958. Esta opção, à semelhança da anterior, só seria válida se nos limitarmos a representações em primeiro plano. De facto, os primeiros cogumelos filatelizados aparecem na China em 1895. Trata-se de um selo (inserido numa série dedicada ao 60°- aniversário da imperatriz) em que, na parte inferior, se enxergam com alguma dificuldade, é certo, três pequenos cogumelos, classificados cienticamente como "Ganoderma lucidum" (Fig. 1).

 

3. CAMINHOS DE FERRO

Quanto a esta difundida temática, é dito ao leitor francês que a colecção se inicia com um selo do Peru de 1871. Também neste caso nos permitimos discordar, visto que Nova Brunswick ter lançado em circulação, no ano de 1860, um selo ilustrado com uma locomotiva do tipo "Western" (Fig. 2). No entanto, podemos ainda recuar no tempo, e mencionar um selo local norte-americano da "W. Wyman", de Boston, que em 1844 havia já emitido um selo ilustrado com uma locomotiva a rebocar um vagão (Fig. 3).

 

4. CÃO

Com o cão acontece que, de uma maneira geral, a literatura filatélica insiste no erro de atribuir aos E.U.A. a primazia desta ilustração. Nós fomos, aliás, vítima desta repetida informação até detectarmos que havíamos sido descuidados ao dar a tal selo (30 c. da série "Exposição Colombiana" de 1893) um relevo que ele, afinal, não merecia. Em nosso entendimento, o mérito pertence à Terra Nova por ter emitido, em 1888, um selo ilustrado com um bonito ... "Terra Nova", em grande plano (Fig.4).

 

5. AVES

O 5°- e último caso a suscitar o nosso desacordo é, sem dúvida, o mais controverso. O selo referido no artigo em apreço é o célebre "Pomba de Basileia" de 18451. Trata-se de um selo caríssimo que, com mágoa nossa, não se encontra na colecção do autor destas linhas.

Não temos quaisquer dúvidas em atribuir a este clássico da Filatelia mundial dois decanatos: o primeiro selo em relevo e o primeiro selo tricolor. Com muito boa vontade, talvez o considerássemos o primeiro selo com uma ave ... estilizada, mas nunca a primeira ave. Tal distinção deve ser atribuída ao selo local norte-americano, emitido em 1844, pela empresa de transporte de correio "Boyd’s City Express", de Nova Iorque (Fig. 5). No mesmo ano a "American Letter Mail Co." também emitiu um selo local ilustrado com uma águia.

Para finalizar não parece despiciendo referir que, no mesmo número da revista acima referida, o Editorial, citando o catálogo "Zimmermann" dedicado às emissões conjuntas, menciona os selos de 1867 do Império austro-húngaro como precursores deste tipo de selos. Nada temos objectar quanto à classificação de precursores mas julgamos existir um exemplo anterior de 15 anos. O reputado filatelista italiano Franco Filanci2 reivindica o título de primeiro precursor das emissões conjuntas para os selos de Parma e Modena, lançados em circulação em 1 de junho de 1852.

Qualquer que seja a atitude do leitor quanto a esta matéria, a verdade é que nenhuma destas emissões almejava tal propósito. Daí permitirmo-nos adiantar que as emissões conjuntas, expressamente concebidas para o efeito, serem, sem dúvida, as que em 1937/38 foram emitidas pela Grécia, Jugoslávia, Roménia e Turquia, a propósito de Pacto Balcânico de 9 de Fevereiro de 1934.

 

OBSERVAÇÕES

1 Numa ilustração tão pequena deve ter sido extremamente difícil descobrir qual era o sexo da ave ...

2 Filanci, Franco —"Il Francobollo e la Posta dall’A alla Z"(1997), pág. 25.


 

| Assinatura/Subscription | Amigos/Friends | Comentários/Comments | Links |

cnf - Clube Nacional de Filatelia - Rua Infanta D. Maria 211, 4050-350 Porto, Portugal

| c.nacional.filatelia@mail.telepac.pt | http://www.caleida.pt/cnf | Webmaster |